sexta-feira, 14 de julho de 2017

Cidades de Goiás se mobilizam para escoar produção pela Norte-Sul

12/07/2017 - Agência Infra

Municípios próximos à Ferrovia Norte-Sul em Goiás estão se mobilizando para escoar produtos pela estrada de ferro. A via está pronta há mais de dois anos mas praticamente não opera. O governo pretende privatizá-la ano que vem. 

A intenção é levar a produção de Anápolis, onde foi construído um pátio ferroviário, para os os portos de Itaqui (MA) e o de Belém (PA). A estimativa é que o tempo de transporte fique entre 10 e 11 dias menor que o da principal rota utilizada atualmente, que leva os produtos do estado para os portos do Sudeste e Sul do país, principalmente Santos (SP), utilizando caminhão. 

Nesta terça-feira (12), houve reunião da Associação Goiana de Municípios (AGM) com representantes da Câmara de Comércio Brasil-Portugal para tratar do aumento do intercâmbio comercial entre os dois países, especialmente na exportação de produtos agropecuários e hortifrutigranjeiros produzidos em Goiás. 

Uma comitiva goiana de prefeitos e empresários irá visitar Portugal entre 12 e 24 de setembro para avaliar quais os produtos têm potencial de exportação. 

“Portugal é considerado a porta de entrada da Europa. Queremos abrir novos caminhos para exportação”, afirmou o presidente Câmara de Comércio Brasil-Portugal, sucursal de Goiás, Ivan Marques.




Nenhum comentário:

Postar um comentário