quinta-feira, 11 de maio de 2017

União garante recursos para ferrovia e Rodoanel de Cuiabá

10/05/2017 - FolhaMax

Em viagem a Brasília nesta quarta-feira (10.05), o governador Pedro Taques recebeu apoio do governo federal na luta pela vinda dos trilhos da Ferronorte do município de Rondonópolis para a capital Cuiabá. Durante o encontro, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, se posicionou favorável ao pleito de Mato Grosso. "Precisamos cortar o estado de Mato Grosso com a ferrovia. É uma luta de mais de 40 anos que nós queremos crer que já está próxima da sua concretização. Queremos os trilhos da Ferronorte em Cuiabá", afirmou o governador, que liderou a comitiva formada por senadores, deputados e secretários de Estado.

Na oportunidade, a Medida Provisória 752/2016, sancionada pelo presidente Michel Temer, foi citada como um fator facilitador da ampliação do ramal. "A MP-752 permitirá vivermos um momento diferente, um novo ciclo de inovação e investimento na malha ferroviária de terceiros ou de malha nova. Esta é uma discussão que precisamos fazer. Vocês de Mato Grosso têm um aliado neste processo. Levarei esta discussão no plenário e até ao presidente da República Michel Temer", pontuou o ministro Maurício Quintella.

Esta Medida Provisória visa estimular as concessões no país e, entre as ações, prevê a antecipação dos contratos de concessão de ferrovias e a destinação de investimentos na própria malha ou naquelas de interesse da administração pública. Um dos integrantes da comitiva de Mato Grosso, o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, afirmou que acredita que a união de esforços políticos, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e da concessionária Rumo-ALL poderá render bons resultados. “O que ficou muito claro é que o governo federal, a concessionária e o governo estadual estão alinhados para trazer os trilhos para nossa capital”, frisou Duarte. “De uma vez por todas, ficou sacramentada a posição do governo brasileiro em relação à chegada da ferrovia em Cuiabá. A gente sabe o interesse econômico da empresa, que inclusive já se posicionou formalmente. Acreditamos que por meio de uma ação coordenada poderemos estabelecer um prazo para essa construção e tirarmos os trilhos do papel”, comentou o secretário.

Ainda sobre o assunto ferrovia, o ministro dos Transportes anunciou que será realizada uma audiência pública para discussão da ampliação da ferrovia Norte-Sul, tendo a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) como um dos ramais. Com isso, os trilhos devem chegar até o município de Água Boa, na região do Araguaia em Mato Grosso.

RODOANEL

Marcelo Duarte explicou, ainda, que neste mês serão protocolados todos os últimos projetos da obra do Rodoanel, de 52 quilômetros, que poderá mudar a realidade da infraestrutura rodoviária da região metropolitana da capital. Antes planejado em asfalto, o Rodoanel foi totalmente repensado e agora será construído em concreto, que é a melhor solução técnica de engenharia. “Salientamos que todos os projetos tiveram que ser refeitos, e agora tem uma qualidade muito maior de que tinham no passado. E já marcamos uma reunião para próxima semana para avaliação das equipes técnicas do Dnit e da Sinfra que trabalham em conjunto neste caso. Queremos lançar o edital para esta obra neste ano”, avaliou o titular da Sinfra.  

Quanto à rodovia BR-174, o secretário informou que a Sinfra finalizou nesta semana um aditivo e também a contratação para o início dos estudos indígenas para obtenção do licenciamento ambiental. O Governo de Mato Grosso pensa em propor um termo de ajustamento de conduta ao Ministério Público Federal (MPF) para agilizar o licenciamento e não atrasar a obra.

Em relação aos aeroportos, o ministro dos Transportes reafirmou que o Governo de Mato Grosso vai inaugurar um modelo inédito de concessão já no próximo leilão. Atendendo ao pedido do governador Pedro Taques, o Governo Federal autorizou a inclusão do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, que atende a região metropolitana de Cuiabá, e mais quatro aeroportos regionais (Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Rondonópolis) no próximo leilão de concessão. "Na prática, a empresa que vencer a licitação do aeroporto Marechal Rondon poderá destinar o valor da outorga para ampliar os outros quatro regionais, em vez de ir para União", comentou o secretário.

Participaram da comitiva liderada pelo governador os secretários Jean Campos (Assuntos Estratégicos) e Marcelo Duarte (Sinfra). Representando a bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional, os deputados federais Fábio Garcia, Ezequiel Fonseca e Victorio Galli e os senadores Cidinho Santos, José Medeiros e Wellington Fagundes. Também acompanharam a comitiva do governador Pedro Taques o deputado estadual Pedro Satélite e o presidente do Fórum Pró-Ferrovia, Francisco Vuolo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário