quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Governo aprova estudo para a Ferrogrão

  05/02/2016 - Valor Econômico 

O Ministério dos Transportes aprovou os estudos de viabilidade econômica, técnica e ambiental da Estação da Luz Participações (EDLP) para a concessão do trecho ferroviário de Sinop (MT) a Miritituba, no município de Itaituba (PA), a chamada "Ferrogrão". 

A ferrovia foi incluída na segunda fase do Programa de Investimentos em Logística por pressão do agronegócio, e é defendida pelo consórcio de tradings Cargill, Bunge, Louis Dreyfus Commodities e Amaggi, e a EDLP, que atua como estruturadora de negócios. 

Com custo previsto de R$ 11,5 bilhões, 70% financiado pelo BNDES, o trecho de 930 quilômetros terá capacidade para escoar 30 milhões de toneladas de grãos (soja e milho) por ano de Mato Grosso aos portos do Norte. A redução estimada de frete pode chegar a 40%. 

A decisão, publicada no "Diário Oficial da União", também aprova ressarcimento à EDLP pelo estudo, no valor de R$ 33,791 milhões, caso o consórcio não ganhe o leilão. 

"No caso de eventual ressarcimento à empresa interessada, o valor aprovado será reajustado para a data do efetivo pagamento proporcionalmente à variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) entre fevereiro de 2014 e dois meses antes da data do efetivo pagamento", diz o despacho. 

A proposta irá para audiências públicas e análise do TCU. Só após o trâmite a concessão será licitada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário