sexta-feira, 3 de julho de 2015

Trecho que unirá maiores ferrovias do país passará por dez municípios capixabas

01/07/2015 - Folha Vitória

Espírito Santo e Rio de Janeiro dão os primeiros passos para integrar duas das maiores ferrovias brasileiras. A ferrovia ES 118, batizada inicialmente por Vitória-Rio, ligará a malha concedida à MRS logística S.A, no município de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, à estrada de ferro Vitória-Minas, concedida à Vale, em Cariacica. 

A ferrovia atravessará 25 municípios, dez deles em terras capixabas: Cariacica, Viana, Vila Velha, Guarapari, Anchieta, Iconha, Piúma, Rio Novo do Sul, Itapemirim e Presidente Kennedy. O ramal ferroviário também fará a ligação entre os portos do Rio de Janeiro, Vitória e Tubarão, passando pelos terminais privados capixabas e cariocas. A obra do trecho ferroviário tem 577,7 quilômetros de extensão e INVESTIMENTO estimado de R$ 7,8 bilhões. 

Este é o segundo passo para o andamento de obras que são consideradas gargalos no Espírito Santo. O primeiro aconteceu na última quinta-feira (25), quando a senadora Rose de Freitas (PMDB); o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha; o governador Paulo Hartung; o presidente da Infraero, Gustavo do Vale; entre outros representantes, assinaram a ordem de serviço para a retomada das obras do aeroporto de Vitória - esta com dinheiro público. 

A construção faz parte do Programa de INVESTIMENTOS em Logística, anunciado pela presidente Dilma Rousseff, no último dia 9 de junho. No pacote de concessões, está também incluída a duplicação e melhoria da BR-262, nos trechos de Vitória a Belo Horizonte e de Viana até a divisa com Minas. 

Passo a passo 

A primeira parte do processo para a construção da ferrovia já está marcado. A partir da próxima sexta-feira (3), uma série de quatro audiências públicas – em Vitória, Rio de Janeiro, Campos e Brasília – serão realizadas para debater com a sociedade os pontos da construção e, segundo o subsecretário estadual de Obras Públicas, Valdir Uliana, consolidar o projeto conceitual. O evento contará com a presença do ministro dos transportes, Antônio Carlos Rodrigues, e com o presidente da ANTT, Jorge Bastos. 

Ainda de acordo com Uliana, os próximos passos serão ofertar o projeto no mercado para avaliação e negociação com investidores. "Ainda não foi informado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres se haverá algum FINANCIAMENTO da União para as obras; isso deve ser informado durante as audiências", avaliou. A estimativa para a construção da ferrovia é de cinco anos. 

Audiência no ES 

O debate capixaba sobre a rodovia acontecerá na Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), em Vitória, das 9 horas às 13 horas. O público que deseja comparecer ou contribuir com o processo pode acessar o site pilferrovias.antt.gov.br. 

No próprio endereço, disponibilizado pela ANTT desde segunda-feira (29), consta o link "formulário de envio e contribuições", canal para os interessados enviarem sugestões, até 31 de julho. Também há a possibilidade de colaborar pelo email ap005_2015@antt.gov.br. 

Fonte: Folha Vitória
Publicada em:: 01/07/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário