sexta-feira, 15 de maio de 2015

Ministra promete aumentar Transnordestina

15/05/2015 - Portal O Dia

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, lançou nesta quinta-feira (14), em Teresina, o Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba - região estratégica para o setor, que incluiu partes dos Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

O evento foi realizado no auditório do Ceir, e contou com a presença do governador Wellington Dias (PT); do secretário de Desenvolvimento Rural do Piauí, Francisco Limma; do presidente nacional da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes; e dos senadores Elmano Férrer (PTB) e Regina Sousa (PT).

Segundo a ministra Kátia Abreu, nesse primeiro momento a região beneficiada no Piauí será o Alto Médio do Gurguéia, que inclui onze municípios piauienses.

Inicialmente, a agência deve priorizar os investimentos em dois setores: o de infraestrutura e o de inovação e tecnologia. A rodovia BR 235, que está sendo construída entre Caracol e Bom Jesus, será expandida até o Maranhão. Além disso, a promessa do Governo Federal é estender a Ferrovia Transnordestina até o município de Açailândia (MA), para facilitar o escoamento de produtos fabricados no Piauí até os portos de Belém (PA) e de São Luís (MA).

Nos primeiros anos de atuação, a agência também pretende investir de forma maciça no controle de pragas e na formação de jovens em cursos relacionados ao setor de agronegócios.

De acordo com Kátia Abreu, a Agência de Desenvolvimento do Matopiba também terá um departamento direcionado especificamente para estimular a inserção da população nativa dos municípios na cadeia produtiva e logística da região.

Durante o evento realizado no auditório do CEIR, os prefeitos dos municípios incluídos no Matopiba assinaram um termo de adesão ao programa de desenvolvimento. Cada prefeitura recebeu um trator durante a solenidade, e ainda receberá uma perfuratriz para construção de poços.

O decreto de criação da Agência de Desenvolvimento do Matopiba foi sancionado no último dia 6 de maio pela presidente Dilma Rousseff (PT).
O objetivo da agência é impulsionar o desenvolvimento econômico dos municípios que integram a região do Matopiba, beneficiando os pequenos, médios e grande produtores, com foco na sustentabilidade e na integração da região.

"O Matopiba, cujo nome é um acrônimo formado com as iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, é considerado a última fronteira agrícola mundial e atualmente representa cerca de 10% da produção de grãos no Brasil. É estratégico para a ascensão social dos pequenos produtores locais e para o incremento da produção sustentável e da exportação agropecuária do país", destacou o Governo do Estado, por meio de nota veiculada pela Coordenadoria de Comunicação (CCom).

Nenhum comentário:

Postar um comentário