segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Trem Intercidades aguarda por aval federal

02/01/2015 - Correio Popular de Minas

O investimento está estimado em R$ 20 bilhões.

O secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, empossado ontem no cargo em substituição a Jurandir Fernandes, afirmou que espera a liberação das faixas de domínio da extinta Rede Ferroviária Federal para poder deslanchar a implantação do trem intercidades, que irá ligar as regiões metropolitanas de Campinas, Vale do Paraíba, São Paulo e Santos. Assim que for autorizada, afirmou, o governo lançará o edital da parceria público-privada (PPP) para que o trem, com velocidade média de 120 quilômetros por hora, possa ligar as quatro regiões.

O investimento está estimado em R$ 20 bilhões. A liberação foi reivindicada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) à presidente Dilma Rousseff (PT) no início de novembro, quando propôs a assinatura de convênio entre a União e o Estado para regular o uso de faixas de domínio de ferrovias federais. Pelissioni disse que, nesses trechos, cabem quatro linhas há duas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que vão até Jundiaí, há o trem de cargas e ainda espaço para o trem de média velocidade. O projeto prevê 431km de ferrovia que ligarão Americana a Santos, Taubaté a Sorocaba e que se cruzarão em São Paulo.

O trem sairá de Americana, passará por Santa Bárbara, Sumaré, Hortolândia, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira e Jundiaí, até a Capital. O custo para ligar as regiões é estimado em R$ 20 bilhões—R$ 4 bi de recursos públicos. (MTC/AAN)

Fonte: Correio Popular de Campinas

Nenhum comentário:

Postar um comentário