quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Trem da Vale tem reajustes nas passagens

18/12/2014 - DeFato Online 


As passagens poderão sem compradas sem o reajuste até 1º de janeiro de 2015

A partir de 2 de janeiro de 2015, as passagens do trem de passageiros da Vale terão reajuste médio de 5,77%. O reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Os trechos de maior distância, a partir de Itabira, terão uma correção menor. Para Cariacica, na Grande Vitória, a tarifa na classe executiva passa de R$ 68 para R$ 72, um reajuste de 5,8%. Na econômica a passagem que custa hoje R$ 52 vai passar para R$ 55, índice de 5,7%.

De Itabira para Ipatinga o custo da viagem na classe executiva passa de R$ 24 para R$ 26, uma correção de 8,3%. Já no vagão econômico a tarifa passa de R$ 20 para R$ 21, reajuste de 5%. O valor da tarifa de Itabira para Governador Valadares na classe executiva vai aumentar 7,6%. A passagem que hoje custa R$ 39 para R$ 42. Já o custo do bilhete do vagão econômico passa de R$ 28 para R$ 30, um aumento de 7,14%.

De Belo Horizonte até Cariacica, na Grande Vitória, a tarifa passa de R$ 91 para R$ 95. O reajuste nesta classe foi de 4,3%. A passagem no vagão da classe econômica vai passar de R$ 58 para R$ 61, um aumento de 6,8%. De Belo Horizonte para Governador Valadares a tarifa na classe econômica passa de R$ 34 para R$ 36 e na executiva de R$ 62 para R$ 65. De Vitória para Governador Valadares os preços são os mesmos nas duas classes. De João Monlevade para Belo Horizonte a tarifa do vagão econômico passa de R$4 20 para R$ 21 e no executivo de R$ 34 para R$ 36.

As passagens poderão sem compradas sem o reajuste até 1º de janeiro de 2015. A empresa venda os bilhetes com 60 dias de antecedência pela internet os no guichês das estações. Em 5 de agosto deste ano a Vale colocou em circulação vagões comprados na Romênia. Mesmo os investimentos, os preços não foram reajustados.

O trem de passageiros tem sido alvo de vândalos, ou melhor, bandidos. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte e de Vitória as janelas estão sendo atingidas por pedras (veja imagem acima). A marca que lembra gotas de chuva é do vidro trincado. Os vagões antigos tinham janelas de aço. Os passageiros eram orientados a fechá-las quando o trem estava próximo do destino final. O novo trem tem janelas de vidros mais largas, evitando que os passageiros sejam atingidos.

Fonte: DeFato Online 

Nenhum comentário:

Postar um comentário