sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ministro garante Ferronorte até Cuiabá

24/10/2014 - Diário de Cuiabá

Em visita a Rondonópolis, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, disse considerar Mato Grosso um Estado estratégico para o governo federal e garantiu a chegada da Ferrovia Norte Brasil, mais conhecida como Ferronorte, até Cuiabá. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) já está realizando os estudos de viabilidade e o governo federal tem interesse na chegada dos trilhos até a capital.

A ferrovia chegará, sim, a Cuiabá. É um assunto de interesse do Estado e também de nosso interesse. A própria ANTT tem estudado após uma decisão de nossa parte e ninguém tenha dúvida de que a ferrovia seguirá e irá atender também a capital do Estado, Cuiabá\", afirmou o ministro durante visita às obras de duplicação da BR-364/163, no trecho que liga Rondonópolis a Itiquira.

Só que ele adiantou que o governo federal deverá priorizar os investimentos na execução da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico). De acordo com Passos, quatro empresas da iniciativa privada estão interessadas na execução da obra. No entanto, preferiu não comentar os nomes das empresas.

Além disso, outra ferrovia de interesse do governo federal para garantir o escoamento da produção e está nos planos para licitação no próximo ano ligará Sinop à cidade de Miritituba (PA), onde tem um porto para saída da safra. Com isso garante-se a redução da distância e do custo do transporte, incentivando o estímulo da produção.

O ministro garantiu que o governo federal fará investimentos pesados no Estado em infraestrutura para estimular a produção.

Ele quer, além de garantir a Fico, que ligará Lucas do Rio Verde a Sapezal, que a União ainda garanta que os trilhos cheguem a Porto Velho (RO), para dar mais uma alternativa de saída para produção agropecuária mato-grossense.

"Mato Grosso tem um papel estratégico para o desenvolvimento do país e o investimento em infraestrutura é fundamental não apenas para o Estado, mas para a economia do Brasil. Vamos investir pesado na logística do Estado, não apenas nas malhas viárias, que através de concessão com a inicitiva privada terão grandes avanços, mas também nas ferrovias. Temos muitas empresas interessadas na malha ferroviária de Mato Grosso e isto será fundamento para o crescimento do Estado\", afirmou.

Passos informou que o governo federal tem chamado a iniciativa privada para ser parceira e ajudar na construção de ferrovias, e as empresas deverão assumir a responsabilidade das obras em Mato Grosso.

A visita do ministro ocorreu de forma institucional e não tem ligação com a agenda de campanha da presidente Dilma Rousseff (PT), mas mesmo assim foi ele recepcionado pelo senador eleito, deputado federal Wellington Fagundes (PR), colega de partido e coordenador da campanha da petista em Mato Grosso.

No entanto, apesar de não participar de nenhuma agenda de campanha, nem ficar para o ato Pró-Dilma, realizado na noite de ontem em Rondonópolis, a visita é estratégica para garantir a divulgação dos investimentos e ações do governo federal na área de logística.

A coordenação de Dilma Rousseff em Mato Grosso vem utilizando o discurso de comparação para garantir maior aceitação da petista no Estado.

Vale destacar que o PT nunca obteve vitória em Mato Grosso.

O ministro esteve em Rondonópolis no dia de ontem e participou de almoço com prefeitos da região e depois visitou dois canteiros de obras da BR-364/163. da empresa Odebrech TransPort, concessionária responsável pela rodovia.

A empresa fará a obra na estrada no trecho que liga Rondonópolis à fronteira com o Mato Grosso do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário