sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Ferrovia faz teste para o transporte de estudantes universitários

22/08/2014 - Assessoria de Comunicação Prefeitura de Içara

O projeto de condução de estudantes às universidades em Criciúma por meio do transporte ferroviário teve seu primeiro teste realizado no fim da tarde desta quinta-feira. Neste primeiro momento, o percurso de dez quilômetros foi feito com a participação dos prefeitos de Içara e de Criciúma, Murialdo Canto Gastaldon e Márcio Búrigo, respectivamente, técnicos da Ferrovia Tereza Cristina, das prefeitura e convidados. 

A proposta foca a mobilidade urbana nas duas cidades. Para o transporte de passageiros, a FTC realiza algumas adaptações de segurança e estudos, como custo operacional e o número de passageiros. "O número de passageiros vai ser de 200 pessoas. São disponibilizados cinco vagões com capacidade para 40 passageiros cada um. Já o custo operacional e das passagens ainda estão sob análise", explicou Abel Passagnelo Sergio, gerente de Manutenção da FTC. 

O percurso entre os municípios, que de ônibus leva aproximadamente uma hora, foi feito em 25 minutos, reduzindo significativamente o tempo da viagem. Para a acadêmica de Comércio Exterior da UNESC Bruna Borguezan Budny, o tempo reduzido implica em não perder o início das aulas. "Sempre chego em sala de aula alguns minutos atrasada. Isso acontece por causa do congestionamento na SC-445. Esta proposta, além de uma novidade interessante, vai nos permitir acompanhar as aulas desde o seu início. Acredito que todos vão gostar muito", avaliou. 

A ideia neste primeiro momento é oferecer o transporte às 18h30min, com saída da linha férrea em frente à estação rodoviária de Içara e parada próxima à Satc. A volta é entre 22 e 22h30min, horário de encerramento das aulas. A proposta, que tem alguns detalhes para a segurança dos passageiros efetivados ou em andamento, deve ter o primeiro teste com os alunos interessados na segunda quinzena de setembro, mas o transporte deve iniciar efetivamente no primeiro semestre de 2015, pois de acordo com técnicos da FTC os trâmites burocráticos, que envolvem todo o processo, dependem do Governo Federal.

Fonte: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Içara
Publicada em:: 22/08/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário