sexta-feira, 23 de maio de 2014

Dilma inaugura trecho de 855 km da FNS

23/05/2014 - Revista Ferroviária

A presidenta Dilma Rousseff e o ministro dos Transportes César Borges inauguraram na manhã de ontem (22/05) o trecho de 855 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul que liga as cidades de Palmas (TO) e Anápolis (GO). "Aqui se pode conectar todo o Brasil com o sistema ferroviário", disse a presidenta, que parabenizou, por meio de seu Twitter, 'todos os trabalhadores da Ferrovia Norte-Sul'.

A obra recebeu investimento de R$ 4,2 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Com um transporte inicial de 4 mil toneladas de minério de ferro, o uso da ferrovia possibilitará a redução dos custos de logísticos e melhorias nos serviços de transporte. O ministro dos Transportes, César Borges, lembrou a importância da chegada da ferrovia à Anápolis, considerada hoje um centro logístico para o País. "Há uma determinação política de desenvolver o país e fazer com que o modal ferroviário seja uma realidade na nossa economia", disse Borges.

O trecho de Palmas a Anápolis uni-se com o segmento de Palmas a Açailândia (MA), que está em operação desde 2007. No total, são 1.574 quilômetros de linha férrea do Maranhão até Goiás.

Com a inauguração do trecho, a FNS passará a ser ferrovia estruturadora do Sistema Ferroviário Nacional, que possibilita o acesso a vários portos e corredores de exportação. Com isso, a Valec antecipará a aplicação open access, que permite a utilização da ferrovia por diversos transportadores ferroviários, devidamente autorizados.

A FNS tem outro trecho em construção pela Valec, a Extensão Sul, que vai de Ouro Verde (GO), próxima a Anápolis, até Estrela d'Oeste (SP). O percurso, que tem 686 quilômetros, já tem 60% de execução física e previsão de conclusão para 2015.

No Programa de Investimentos em Logística (PIL), do Governo Federal, está previsto o trecho de Açailândia (MA) a Barcarena (PA), de 480 quilômetros; e, ao sul, o trajeto de Estrela D'Oeste (SP) a Panorama (SP), com 264 quilômetros de extensão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário