quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Edital para construção de nova ferrovia entre GO e Lucas será lançado ainda em 2013

12/11/2013 - Revista Ferroviária

Até o ano de sua conclusão, prevista para 2014, deverão ser investidos R$ 4,1 bilhões.
Deve ser publicado até dezembro deste ano, pelo governo federal, o edital para construção do trecho da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico), entre Campinorte (GO) cruzando Mato Grosso no sentido leste e oeste até chegar ao município de Lucas do Rio Verde (354 Km ao norte de Cuiabá), trecho com extensão de 1.040 quilômetros. Até o ano de sua conclusão, prevista para 2014, deverão ser investidos R$ 4,1 bilhões.
A Fico terá uma extensão total de 1.638 km, partindo da Ferrovia Norte-Sul em Campinorte, até chegar em Vilhena (RO) com valor total previsto de R$ 6,4 bilhões. A execução será feita em 2 etapas. A primeira é o trecho entre Goiás e Mato Grosso enquanto a segunda etapa compreenderá o trecho entre Lucas do Rio Verde até a cidade de Vilhena (RO) totalizando 598 quilômetros. Neste caso, deve ser investido o total de R$ 2,3 bilhões. A soma do valor das 2 etapas totaliza os R$ 6,4 bilhões. Os dados e prazos previstos para construir a ferrovia foram debatidos nesta sexta-feira (08), num seminário promovido pela Comissão de Viação e Transporte da Câmara Federal no município de Água Boa (730 km a leste de Cuiabá).
Proposto pelo deputado federal Valtenir Pereira (Pros), o evento ocorreu na Câmara Municipal de Água Boa, e contou com a presença do prefeito da cidade, Mauro Rosa (PPS). Entre os palestrantes estavam Clauber Santos Campello, gerente de Projetos de Ferrovia da Agência Nacional de Transportes Terrestres(ANTT) e Bruno Rotta Júnior, assessor técnico da Gerência de Infraestrutura da Empresa de Planejamento Logístico(EPL).
De acordo com o Clauber, está mantido para dezembro deste ano o início do processo de licitação para o trecho. A única pendência é a definição por parte do Tribunal de Contas da União (TCU), sobre a modalidade da concorrência a ser adotada. Destacou a iniciativa do evento por levar a sociedade informações sobre um projeto de suma importância, além de dirimir dúvidas sobre o projeto. Garante que todos os estudos necessários já foram concluídos pela ANTT. O representante da EPL destaca que a mobililização é grande para a efetivação deste grande projeto de integração das ferrovias do País, lembrando contudo de sua complexidade.
O secretário de Logística Intermodal de Transportes de Mato Grosso e presidente do Fórum Pró-Ferrovia em Cuiabá, Francisco Vuolo participou do seminário e destacou que a Fico será a redenção para a região do Araguaia. "Uma das prioridades do governador Silval Barbosa é a implementação dos projetos ferroviários, proporcionando a melhor logística para o escoamento da produção agrícola do estado, garantindo a competitividade de nossos produtos", frisou Vuolo, por meio da assessoria de imprensa.
Conforme informações da assessoria, a Fico é a 1ª parte de um projeto gigantesco que atende pelo nome de Ferrovia Transcontinental (EF-354). No Plano Nacional de Viação, é planejada com 4.4 mil quilômetros de extensão. Ela segue da Norte-Sul, região de Uruaçu (GO) para o sudeste, cortando o Sul do Distrito Federal (DF) e Minas Gerais, até o litoral fluminense. Para o oeste, o plano indica a passagem por Água Boa, Canarana e Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, seguindo na direção de Vilhena e Porto Velho, em Rondônia e passando pelo Acre até a divisa fronteira com o Peru, na localidade de Boqueirão da Esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário