quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Planalto Norte fica fora da Ferrovia do Frango

11/06/2013 - Portal de Canoinhas

A Ferrovia da Integração, também conhecida como Ferrovia do Frango, começará a ser construída em dois anos e terá um traçado de 862 quilômetros entre Dionísio Cerqueira e Itajaí.
O traçado foi confirmado pelo ministro dos Transportes, Cesar Borges, que esteve ontem em Chapecó para a assinatura do edital de lançamento do Estudo de Viabilidade Técnica e Ambiental (EVTEA) da ferrovia. A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o presidente da Valec, Josias Sampaio, participaram do ato que reuniu lideranças na sede da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC).

O ministro justificou a escolha do trajeto ao afirmar que o traçado até o Porto de Itajaí é mais barato e oferece melhor logística. O presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias, Pedro Uczai, disse que o trajeto deve passar por Chapecó, Herval do Oeste e Santa Cecília. Mas o percurso pode variar em torno de 30 quilômetros ao Norte ou ao Sul deste eixo central. O estudo deve apontar três traçados prováveis, todos próximos destes municípios.

Mobilização

Apesar do traçado da Ferroavia do Frango já estar praticamente definido pelo Governo Federal, o deputado estadual Antônio Aguiar e deputados estaduais da região de Joinville iniciaram um movimento para que o traçado da ferrovia, passe também pelo planalto Norte do Estado até chegar aos portos de São Francisco do Sul e Itapoá.

O assunto foi discutido na tarde de sexta-feira (7), em audiência pública da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na Associação Comercial e Industrial de Joinville (Acij).

Os deputados que representam o Norte do estado sugerem que a ferrovia, na altura de Joaçaba, seguisse até Porto União para, então, aproveitar o leito já existente entre Mafra e o Porto de São Francisco do Sul. Com isso, na avaliação dos parlamentares, haveria uma redução de até R$ 1,5 bilhão no custo da obra, já que seria necessária a construção de apenas 150 quilômetros de trilhos entre Joaçaba e Porto União.

Porém o Governo Federal já anunciou que o percurso original pode variar em torno de 30 quilômetros ao Norte ou ao Sul deste eixo central.

Nenhum comentário:

Postar um comentário