domingo, 29 de setembro de 2013

Trecho do noroeste paulista da ferrovia norte-sul começa a ser feito

29/09/2013 - G1 SP

As obras da ferrovia Norte-Sul já chegaram ao Estado de São Paulo com uma previsão de falta de dinheiro para a conclusão. Segundo o Tribunal de Contas da União, no trecho que vai terminar em Estrela D'Oeste (SP) serão necessários mais R$ 100 milhões, além do que já foi orçado anteriormente. Apesar dos problemas, poder público e moradores da região estão esperançosos: a construção é promessa de mais desenvolvimento.

As obras da ferrovia, que tem como principal objetivo escoar a produção agrícola do país, já começaram a ser feitas no Estado de São Paulo. Em Ouroeste (SP) o caminho já foi aberto, galerias e pontes instaladas. Em Fernandópolis (SP) começou o serviço de terraplanagem para a instalação dos trilhos que devem passar por outras sete cidades da região noroeste paulista.

A extensão sul da ferrovia tem 680 quilômetros e começa em Ouro Verde (GO) e vai até Estrela D'Oeste. O último lote da obra, que tem cerca de 140 quilômetros, vai precisar de mais dinheiro para ser concluído. No trecho que começa na cidade de Rio Arantes (MG) e termina no noroeste paulista  deverão ser gastos, além dos R$ 434 milhões do contrato inicial, outros R$ 100 milhões. O alerta é do Tribunal de Contas da União.

Mesmo assim, o TCU acredita que a verba não será suficiente. O laudo do tribunal diz ainda que já foram gastos pouco mais de 40% dos recursos e apontou a falta de 11 das 17 pontes e viadutos necessários. Por nota, a Valec, responsável pela construção da ferrovia, disse que as mudanças foram necessárias para adequar os projetos básico e executivo e que tem seguido as recomendações do tribunal de contas.

A empresa afirma ainda que até julho de 2014 a via estará pronta. A Valec, uma empresa pública ligada ao Ministério dos Transportes, informou também que o valor a ser gasto a mais na obra já estava previsto no contrato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário