quarta-feira, 5 de junho de 2013

Operador de Viracopos dá melhor lance para gerenciar projeto do trem-bala

04/06/2013 - O Globo

Lances variam entre R$ 74 milhões e R$ 119 milhões

DANILO FARIELLO

BRASÍLIA — Oito consórcios apresentaram propostas para atuar como gestores do projeto do Trem de Alta Velocidade (TAV) junto à Empresa de Projetos e Logística (EPL). Os lances foram apresentados nesta terça-feira em Brasília e variam entre R$ 74 milhões e R$ 119 milhões. Porém, além do preço, critérios técnicos vão ser avaliados para a definição do vencedor.

O lance mais baixo veio de grupo que tem entre seus associados empresa do grupo francês Egis, que também fez parte do consórcio Aeroportos do Brasil. Esse grupo ganhou a concessão para operar o aeroporto de Viracopos, no ano passado, em parceria com as empresas Triunfo e UTC. O trem-bala passará pelo aeroporto localizado em Campinas.

O vencedor será anunciado após análise técnica das propostas. Quem levar esse leilão será o gerenciador do projeto executivo do trem-bala, que vai ligar Campinas ao Rio, passando por São Paulo.

Essa empresa, que, necessariamente, tem de ter um sócio que já gerenciou um projeto assim no exterior, será responsável por recolher a sistematizar todos os tipos de projetos diferentes incluídos no executivo (desde questões ambientais até o sistema operacional dos trens)

Integram os consórcios concorrentes empresas de Espanha, Itália e Bélgica, além da França, mas em grupos que misturam companhias de diferentes países. A Espanha tem representantes em três consórcios distintos, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário