terça-feira, 7 de maio de 2013

Valec e Ministério dos Transportes vistoriam obras da Fiol

06/05/2013 - Intelog

Neste ano, a FIOL retoma a sua capacidade máxima de construção depois de ter enfrentado muitos obstáculos durante o ano passado por conta de questionamentos do TCU e do IBAMA.

Diretores da Valec e o Ministro dos Transportes, César Borges, realizaram uma vistoria que percorreu todo o trecho da FIOL entre os municípios baianos de Brumado e Jequié. Durante o sobrevoo de helicóptero, as autoridades puderam analisar o avanço das obras nos lotes mais adiantados.

No canteiro de obras do lote 4, em Brumado, as autoridades participaram de uma reunião com a concessionária responsável pelo trecho. O consórcio Andrade Gutierrez/Barbosa Mello/Serveng trabalha na infraestrutura da ferrovia em dois turnos (dia e noite) com 600 equipamentos e 1200 funcionários, sendo 96% deles formados por mão de obra local. Até o momento, 8,93% do trecho de 178 km foram construídos.

O empenho também foi verificado no lote 2, em Jequié, onde o consórcio Galvão/OAS realizou 10,67% da estrutura física da obra de 117 km. Atualmente, 1400 pessoas trabalham no lote que poderá receber mais 800 trabalhadores nos próximos dois meses.

"Reconheço que estamos superando as dificuldades, a empresa [Galvão] está empenhada", afirmou o presidente da Valec, Josias Sampaio Cavalcante Júnior.

Neste ano, a FIOL retoma a sua capacidade máxima de construção depois de ter enfrentado muitos obstáculos durante o ano passado por conta de questionamentos do TCU e do IBAMA. Um exemplo disso é o avanço rápido das obras no lote 3, o de maior rendimento. O consórcio Torc/Ivaí/Cavan tem 35% do físico realizado num trecho de 115 km entre o Rio Jacaré e o Rio das Contas.

O trecho da FIOL entre Caetité e Ilhéus, que engloba os lotes de 1 a 4, está previsto para ficar pronto em dezembro de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário