terça-feira, 7 de maio de 2013

Trem regional é aprovado na Serra e gera expectativa na região sul

25/03/2013 - Diário Popular

A divulgação do resultado positivo do estudo de viabilidade técnica de implantação de um trem regional de passageiros entre Caxias do Sul e Bento Gonçalves aumenta a expectativa com relação à aprovação da instalação de um trem regional interligando Capão do Leão, Pelotas e Rio Grande/Cassino, na Zona Sul do Estado. O resultado do estudo de viabilidade técnica do trem regional do Sul será entregue pela Laboratório de Transportes e Logística (Labtrans) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ao ministro dos Transportes, César Borges, no dia 23 de maio.

Orçado em R$ 156,1 milhões o projeto do Trem da Serra foi considerado viável pelo estudo elaborado pelo Labtrans/UFSC. A mesma instituição ficou responsável por apurar a viabilidade técnica, econômica e ambiental do trem regional do Sul. "Ao considerar viável o trem regional da Serra, o Ministério dos Transportes abre uma porta importante para a aprovação da implantação do trem também no trecho Capão do Leão, Pelotas e Rio Grande/Cassino, pois é muito grande a demanda de pessoas que circulam diariamente por estes municípios."

"Estamos otimistas com relação à aprovação do projeto e a expectativa é de que até o final deste ano já se possa ver aberto o processo de concessão do serviço", comenta o deputado federal Fernando Marroni (PT), coordenador do Comitê em Defesa do trem regional, que reúne lideranças dos três municípios envolvidos.

Trem da Serra

O trecho entre Caxias do Sul e Bento Gonçalves totalizará 65 quilômetros e inclui paradas em Farroupilha, Carlos Barbosa e Garibaldi. O projeto prevê a utilização de veículos leves sobre trilhos (VLT) com capacidade para atingir até 120 quilômetros por hora. A ideia é aproveitar os trechos das antigas ferrovias de cargas e fazer as devidas adequações. O projeto deverá ser viabilizado através de Parceria Público Privada (PPP) ou por meio de concessão à iniciativa privada por período determinado. O projeto executivo deve ser contratado ainda em 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário