terça-feira, 14 de maio de 2013

Governo estuda construção de ferrovia entre MT e PA


14/05/2013 -Valor Econômico

Leia também: Edital vai precisar de licença ambiental antes de ser lançado

O presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, disse ontem que o governo estuda construir uma ferrovia ligando Cuiabá a Santarém (PA), margeando a BR-163. De acordo com ele, há uma parceria com o governo do Mato Grosso para a contratação dos estudos de viabilidade ainda neste ano. "O contrato deve ser assinado o ano que vem", diz.

Figueiredo lembrou que a ferrovia faz parte de um segundo momento da construção de ferrovias, após a contratação dos 10 mil quilômetros de linhas férrea previstos no Programa Integrado de Logística, lançado no ano passado. "Temos R$ 500 bilhões de déficit de investimentos em logística. Vamos contratar esse programa e já contratar os próximos projetos", disse. Ele lembrou que num primeiro momento a conclusão da pavimentação da BR-163 entre Santarém e Cuiabá resolverá o gargalo no escoamento da soja na região.

A região norte do Mato Grosso, onde se concentra a maior produção de soja brasileira, também será cortada pela Ferrovia da Integração do Centro-Oeste (Fico), que vai ligar Campinorte (GO) até Lucas do Rio Verde (MT). " A expectativa é soltar o edital até agosto", disse. O prazo máximo de construção da ferrovia é de cinco anos. Numa segunda fase, a ferrovia vai de Lucas do Rio Verde até Porto Velho. Depois de prontas, as ferrovias vão transportar, segundo Figueiredo, cerca de 70% a 80% da soja produzida no país.

Segundo Figueiredo, o governo estuda ainda as condições previstas nos editais de ferrovias e garante que deve ser divulgado "o mais breve possível" um aumento da Taxa Interna de Retorno (TIR) desses projetos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário