segunda-feira, 27 de maio de 2013

FICO - Ferrovia de Integração Centro-Oeste

09/01/2013 - Planeta Ferrovia

A Ferrovia de Integração Centro-Oeste é a primeira parte de um projeto gigantesco, a Ferrovia Transcontinental (EF-354). No Plano Nacional de Viação, a EF-354 é planejada com 4.400 quilômetros de extensão. Ela segue da Norte-Sul, região de Uruaçu (GO) para o sudeste, cortando o Sul do Distrito Federal (DF) e Minas Gerais, até o litoral fluminense.

Para o oeste, o plano indica a passagem por Água Boa, Canarana e Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, seguindo na direção de Vilhena e Porto Velho, em Rondônia e passando pelo Acre até a divisa fronteira com o Peru, na localidade de Boqueirão da Esperança.

A FICO terá uma extensão de 1.638 km, partindo da Ferrovia Norte-Sul em Campinorte (GO), até chegar em Vilhena(RO). O projeto da ferrovia, que será executado em duas etapas e terá investimentos de R$ 6,4 bilhões, contemplará uma das regiões do país mais prósperas na produção de grãos e carne, porém bastante carente no que se refere à logística de transporte.

O trecho a ser construído na primeira etapa sairá de Campinorte (GO), cruzará o estado de Mato Grosso no sentido leste/oeste e chegará até Lucas do Rio Verde no estado do Mato Grosso. Entre Campinorte (GO) e Lucas do Rio Verde (MT) a ferrovia terá a extensão de 1.040 quilômetros.

Até o ano de sua conclusão prevista para 2014, a previsão é de investir R$ 4,1 bilhões. Já para o trecho entre Lucas do Rio Verde (MT) e Vilhena (RO) com 598 quilômetros, a ser construído na segunda etapa, deve ser investido o total de R$ 2,3 bilhões.FICO - Ferrovia de Integração Centro-Oeste

A Ferrovia de Integração Centro-Oeste é a primeira parte de um projeto gigantesco, a Ferrovia Transcontinental (EF-354). No Plano Nacional de Viação, a EF-354 é planejada com 4.400 quilômetros de extensão. Ela segue da Norte-Sul, região de Uruaçu (GO) para o sudeste, cortando o Sul do Distrito Federal (DF) e Minas Gerais, até o litoral fluminense.

Para o oeste, o plano indica a passagem por Água Boa, Canarana e Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, seguindo na direção de Vilhena e Porto Velho, em Rondônia e passando pelo Acre até a divisa fronteira com o Peru, na localidade de Boqueirão da Esperança.

A FICO terá uma extensão de 1.638 km, partindo da Ferrovia Norte-Sul em Campinorte (GO), até chegar em Vilhena(RO). O projeto da ferrovia, que será executado em duas etapas e terá investimentos de R$ 6,4 bilhões, contemplará uma das regiões do país mais prósperas na produção de grãos e carne, porém bastante carente no que se refere à logística de transporte.

O trecho a ser construído na primeira etapa sairá de Campinorte (GO), cruzará o estado de Mato Grosso no sentido leste/oeste e chegará até Lucas do Rio Verde no estado do Mato Grosso. Entre Campinorte (GO) e Lucas do Rio Verde (MT) a ferrovia terá a extensão de 1.040 quilômetros.

Até o ano de sua conclusão prevista para 2014, a previsão é de investir R$ 4,1 bilhões. Já para o trecho entre Lucas do Rio Verde (MT) e Vilhena (RO) com 598 quilômetros, a ser construído na segunda etapa, deve ser investido o total de R$ 2,3 bilhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário