segunda-feira, 15 de abril de 2013

Ferrovia Estrela D’Oeste-Dourados será debatida dia 26

11/04/2013 - Jornal Agora MS

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e o mandato do deputado Geraldo Resende (PMDB) vão realizar no dia 26 de abril, na Associação Comercial de Dourados a Audiência Participativa Oficial, que vai apresentar e discutir o projeto do ramal ferroviário que vai ligar Estrela D'Oeste, no Estado de São Paulo, a Dourados, denominado EF (Estrada de Ferro) 267.

Os detalhes da Audiência Participativa Oficial foram definidos na tarde de quarta-feira (10), na sede da ANTT, em Brasília. O evento é a segunda etapa de consulta pública para apresentação e debate sobre os novos traçados. "Antes das reuniões participativas locais, vamos abrir o sistema no portal da Agência, ainda na semana que vem, para realizar a tomada de subsídio, que é uma forma eletrônica da população apreciar e dar sugestões referentes à implantação", afirmou o diretor da ANTT Carlos Fernando Nascimento.

A ANTT e a EPL estudaram três traçados diferentes e identificaram a viabilidade econômica, a atratividade e o respeito ambiental do projeto a ser apresentado no dia 26. "O traçado está pronto. Mas a população terá a oportunidade de opinar. Só o morador de onde vai passar o trilho sabe das especificidades das localidades", afirmou o Gerente de Projetos Clauber Campelo.

A obra de implantação está prevista para iniciar em 2014. Ainda este ano, o trecho será licitado para concessão de construção e administração pela iniciativa privada. Segundo o cronograma do Governo Federal, até 2019, vagões e máquinas já estarão transitando na EF 267. Outra linha férrea, que passará pelo mesmo processo nos próximos meses é a que vai ligar Maracaju à Cascavel, no Paraná e ao Proto de Paranaguá, passando também por Dourados.

"Para nós, é uma grande vitória. Estamos acompanhando a evolução da intenção do Governo Federal em investir no modal há quatro anos. Comemoramos muito ao saber que a rica região da Grande Dourados será cortada por duas linhas férreas. Os municípios estarão ligados com os principais portos do País", afirmou Geraldo Resende, vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias.

Os trilhos a serem implantados serão de bitola larga, ou seja, de 1,60 metro. Esta tipologia possibilita o trânsito livre aos portos do Sudeste e do Sul, bem como a ligação com estados do Norte e Nordeste do País. A confirmação da implantação dos ramais que ligam a Ferro Oeste à Ferrovia Norte Sul ocorreu no dia 26 de março, quando Resende esteve em audiência com o diretor presidente da EPL Bernardo Figueiredo.

O modal ferroviário é o mais utilizado nos países de grandes economias. Além de diminuírem os custos de transporte, evitando o desperdício e os danos nas estradas, retira das vias grandes e pesados caminhões, possibilitando mais segurança nas rodovias. A reunião na ANTT na quarta-feira foi acompanhada pelo superintendente de Ferrovias Jean Mafra, que também estará presente na Audiência Participativa Oficial de Dourados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário