quinta-feira, 7 de março de 2013

Trens são responsáveis por escoar 35% da soja do PR

03/03/2013 - Globo Rural

Este ano a safra de grãos no Paraná promete ser recorde e boa parte da produção é exportada. Para chegar aos portos, a maioria dos grãos vai em cima de caminhões pelas rodovias do estado. Apesar de ter uma fatia menor, o transporte ferroviário vem crescendo. Segundo dados da Ocepar, Organização das Cooperativas do Paraná, atualmente 35% da produção paranaense é transportada por trens.

Em Cascavel, fica um dos terminais de cargas do estado. Caminhões carregados com soja e milho vêm não só do Paraná, mas também do centro-oeste brasileiro e até mesmo do Paraguai.

Quase metade da atual malha ferroviária brasileira é administrada pela All Logística, uma empresa privada. No centro-oeste, o terminal Alto Araguaia, em Mato Grosso, é o principal da região. Por ele passam por ano 13 milhões de toneladas de soja e de milho. No pico da safra o movimento é grande. Cada composição com 80 vagões transporta a carga equivalente a 160 caminhões. O coordenador comercial da concessionária Bruno Pegorini diz que a empresa está aumentando as operações no centro-oeste.

A soja que sai do centro-oeste vai por ferrovia até o porto de Santos. Atualmente, ele é o principal exportador de grãos do país. No ano passado, saíram de lá 10 milhões de toneladas de soja e nove milhões de milho. Sérgio Aquino, consultor portuário, diz que a previsão para este ano é de crescimento, ultrapassando em 25% as operações de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário