quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Lucas do Rio Verde realiza audiência sobre a Fico

06/02/2013 - Prefeitura de Lucas do Rio Verde (MT)

O anúncio foi feito nesta terça (05), pelo prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta, durante coletiva com a imprensa. Segundo o prefeito, a audiência pública, que deve ser realizada ainda este mês, irá discutir a privatização e buscar investidores interessados no trecho que liga Campinorte (GO) a Lucas do Rio Verde (MT), previsto para ser construído na primeira etapa do projeto.

Em visita a Brasília, na semana passada, Otaviano foi informado que a Valec - Engenharia, Construções e Ferrovias não é mais a gestora do projeto da ferrovia. "No fim do ano passado, atendendo uma determinação da Presidente Dilma Roussef, foi criada a Empresa de Planejamento e Logística S.A (EPL) que terá o papel de identificar os grandes projetos do governo, fazer os estudos necessários e direcionar os investimentos públicos", explicou o prefeito.

O trecho a ser construído na primeira etapa que sairá de Campinorte (GO) e cruzará o Mato Grosso até Lucas do Rio Verde terá a extensão de 1.040 quilômetros e prevê investimentos de R$ 4,1 bilhões. Recurso que, com a privatização, não sairá mais dos cofres públicos.

Inicialmente a conclusão do trecho estava prevista para 2014.

Apesar de elogiar a decisão da presidente, o prefeito se mostrou preocupado já que além desse trecho da Fico, parte da BR 163 que liga Sinop a Sonora (MS), também será privatizado.

"O fato de termos duas grandes obras com processos licitatórios abertos pode se tornar um ponto negativo em curto prazo, já que a ferrovia necessita de um estudo mais aprofundado. Temo que isso possa atrasar a vinda da Fico para Lucas do Rio Verde", afirmou.

A Ferrovia de Integração do Centro-Oeste terá uma extensão de 1.638 km, partindo da Ferrovia Norte-Sul em Campinorte (GO), até chegar em Vilhena (RO). O projeto da Fico, que será executado em duas etapas e terá investimentos de R$ 6,4 bilhões, contemplará uma das regiões do país mais prósperas na produção de grãos e carne, porém, bastante carente no que se refere à logística de transporte.

Além de Lucas do Rio Verde, o plano indica a passagem por Água Boa, Canarana em Mato Grosso, seguindo na direção de Vilhena e Porto Velho, em Rondônia e passando pelo Acre até a divisa fronteira com o Peru, na localidade de Boqueirão da Esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário