quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Edital do trem-bala vai sair até o final deste mês, afirma presidente da EPL

27/11/2012 - Brasil Econômico, Erica Ribeiro

Leilão deve ocorrer oito meses após a publicação do documento, que estava prevista para ocorrer ontem

Depois de mais um adiamento, a publicação do edital para licitação das obras de operação do trem-bala que vai ligar Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, que deveria ser anunciado ontem, deverá acontecer até a próxima sexta-feira (30). A garantia foi dada pelo presidente da Empresa de Planejamento Logístico (EPL), Bernardo Figueiredo. Segundo ele, o edital será publicado logo depois que o Tribunal de Contas da União (TCU) concluir suas análises.
"A informação que temos é de que a área técnica já se pronunciou. Agora, a questão precisa ir para a plenária de ministros e nossa expectativa é de que até sexta-feira seja publicado. Depois disso, o leilão acontece oito meses após o edital, uma reivindicação dos investidores , que pediram mais prazo para a montagem de suas propostas. Antes, o edital previa o leilão seis meses após o edital ser publicado", explicou Figueiredo, que participou de uma palestra na Câmara de Comércio Americana no Rio de Janeiro.
Este será o primeiro passo para que o trem-bala possa sair do papel e o custo das obras deverá ficar em torno de R$ 8 bilhões. Grupos brasileiros poderão participar da licitação, desde que estejam ao lado de empresas que sejam detentoras da tecnologia, que será absorvida pelo Brasil. Segundo Figueiredo, a EPL vai pegar esta tecnologia. Além das obras para operação, que incluem a tecnologia do trem bala, sinalizações, eletrificação, entre outros itens, Bernardo considera que o caminho mais complicado será o de entregar a infraestrutura do projeto, orçada em R$ 27 bilhões.
"O caminho critico do projeto é a infraestrutura. Nós temos o compromisso de entregar a infraestrutura, que contempla as vias, pontes e túneis, até 2020. Mas nossa meta é de trabalharmos para que o trem comece a operar em 2018. Em 2013 será realizado o projeto de engenharia, por uma empresa que será contratada para isso, com tudo detalhado, todos os riscos, para que ninguém tenha dúvidas. A contratação da obras deverá ser em 2014", disse o presidente da EPL.
As formas de execução das obras de infraestrutura, segundo Bernardo Figueiredo, tanto poderá ser via Parceria PúblicoPrivada (PPP), por meio de concessão ou mesmo que a responsabilidade das obras seja do governo. A tarifa para o trem bala Rio- São Paulo deverá ter um preço médio entre R$ 150 a R$ 200 o trecho. No Rio, a indicação de que a estação Leopoldina será o trecho de chegada e partida do trem foi confirmada por Figueiredo.
Apesar de o trecho São Paulo-Rio do trem de alta velocidade nem ter sido licitado, já está nos Fonte: Empresa de Planejamento Logístico (EPL) *inclui o trem, sinalizações, eletrificação, controle planos da EPL ampliar as ligações. Segundo Bernardo, a EPL vai retomar os estudos de viabilidade para a implantação do trem bala ligando São Paulo a Curitiba, Brasília e Belo Horizonte. Quanto à licitação do aeroporto internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), no Rio, Figueiredo disse que a concessão deverá ser anunciada este ano também. Mas não deu mais detalhes sobre o assunto. Com relação aos portos, a ideia é lançar os editais ainda esse ano.


Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário