segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Audiência Pública discutirá o retorno do trem de passageiros

Audiência Pública discutirá o retorno do trem de passageiros

22/05/2012 - Jornal Agora/RS

Foram disponibilizados R$700 mil para estudos que já estão sendo feitos pela UFSC e serão apresentados na audiência de quinta-feira.

Extinto há quase quatro décadas, o trem de passageiros ligando Capão do Leão, Pelotas, Rio Grande e Cassino, poderá retornar. A proposta já foi aprovada pelo Ministério dos Transportes e está em fase de estudos pelo Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Para discutir o assunto com a comunidade rio-grandina, foi solicitada, pelo vereador Patola (PPS), uma audiência pública que será realizada nesta quinta-feira, 24, às 15h, no plenário da Câmara Municipal.

Foram convocados para o evento, o assessor Executivo do Ministério dos Transportes, Reynaldo Araujo Soares; o engenheiro de transportes e coordenador de estudos e viabilidade, econômico, financeiro, social e ambiental da UFSC, Rodolfo Carlos Nicolazzi; o representante da empresa Trensurb de Porto Alegre, Paulo Timóteo; o diretor superintendente da Metroplan, Oscar Escher; o deputado estadual Alexandre Lindenmeyer (PT); o senador Paulo Paim (PT); o prefeito Fábio Branco; a presidente da Amperg, Ivone de Carvalho; o pesquisador da viação férrea do RS, João Antônio Wincler; e representantes do ministério das cidades; do ministério dos transportes; da Casa Civil; da Azonasul; e da empresa ALL.

Conforme explicou o vereador Patola, desde a sua eleição, em 2005, vem trabalhando no resgate do trem de passageiros, "na época não consegui apoio dos meus colegas vereadores, fui taxado de louco. Então resolvi fazer visitas do Rio Grande a Bagé, buscando apoio de poderes Legislativo e Executivo", disse. Ele contou que a proposição foi aprovada pela Secretaria de Política Nacional de Transporte que entendeu que a região portuária em desenvolvimento poderia ser beneficiada com a linha de trem de passageiros. Para tanto foram disponibilizados R$700 mil para estudos que já estão sendo feitos pela UFSC e serão apresentados na audiência de quinta-feira.

Para o vereador, é muito importante que a comunidade participe colocando suas opiniões, principalmente sobre o trajeto das linhas. Sobre os benefícios que o retorno do trem de passageiros poderá trazer à comunidade rio-grandina, Patola falou do deslocamento dos acadêmicos que estudam em Pelotas, o incremento que a iniciativa dará ao turismo no Cassino, além de trazer uma nova opção de transporte, já que se reclama tanto dos coletivos.

O parlamentar informou que o prazo para a conclusão do projeto de viabilidade é até o final do ano. Após, o estudo será apresentado à presidente Dilma Roussef. Se for aprovado, terá início o processo de licitação para o começo das obras. Patola disse por fim que não quer fazer nenhuma demagogia, mas que se não for reeleito nas próximas eleições já se dá por satisfeito por ter conseguido levar adiante o projeto idealizado há oito anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário