domingo, 16 de setembro de 2012

Audiência pública do TAV é realizada em São José dos Campos

14/09/2012 - G1

Implantação do Trem de Alta Velocidade foi discutida nesta quinta-feira. Reuniões precedem abertura da licitação, que será no mês que vem.

Uma audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) em São José dos Campos discutiu a implantação do Trem de Alta Velocidade, que vai ligar São Paulo e Rio de Janeiro.

O encontro aconteceu em um hotel na região central da cidade e foi uma das sete audiências públicas que serão realizadas antes da abertura da licitação que definirá a empresa que fará a gestão e a tecnologia do TAV.

Nesta sexta-feira (14), uma audiência será realizada em Aparecida das 9h às 13h, no auditório Padre Noé Sotillo, no Santuário Nacional.

Representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) falaram aos participantes sobre o edital de concessão do Trem de Alta Velocidade, que fará a ligação entre o Rio de Janeiro e Campinas. A idéia é que o trem-bala, que é como o projeto vem sendo chamado, atinja 350 km/h e que a viagem dure no máximo 99 minutos.

De acordo com a ANTT, a publicação do edital dessa primeira licitação deve ser feita no dia 31 de outubro e o leilão em maio de 2013. Depois disso será definido quem vai executar a obra. A empresa que cuidará da operação não poderá participar da construção.

Durante a audiência pública houve questionamentos sobre o traçado e as prováveis estações de parada em São José dos Campos e Aparecida. Segundo o superintendente executivo da ANTT, Hélio Mauro França, o estudo recomenada a cidade de São José dos Campos, mas ele explica o principal aspecto que deverá ser observado no traçado.

"Agora, o importante é considerar que um sistema de transportes dessa natureza, ele tem uma característica mais regional do que exclusivamente local. Existe a previsão de mais uma estação no eixo do Vale do Paraíba paulista e neste momento nós consideramos a região de Aparecida e que na verdade atinge outras cidades como Guaratinguetá, que é uma cidade de médio porte e não ficaria tão longe de Taubaté", disse.

A previsão é que as obras comecem em 2014 e o prazo final para o início das operações do Trem de Alta Velocidade está previsto para 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário