sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Trem-bala terá operação plena em 2020

24/08/2012 - Webtranspo

Previsão foi anunciada por secretário da ANTT -

O TAV (Trem de Alta Velocidade), ou trem-bala, que ligará as cidades do Rio de Janeiro, de São Paulo e Campinas, estará em operação plena em 2020. A previsão foi anunciada nesta quinta-feira, 23, pelo secretário executivo da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Helio Mauro França.

“O trem-bala estará 100% operacional já em 2020”, disse França. No início do projeto, a conclusão estava prevista para a Copa do Mundo de 2014, que será disputada no Brasil. O grupo vencedor terá a concessão por 40 anos, contados a partir da entrada do trem-bala em operação. Para o período, a previsão de lucro é R$ 2,41 bilhões. A taxa de retorno para os acionistas que investirem no empreendimento será 12,9%, e a taxa de retorno interna, 6,32%.

Como as tentativas de licitações anteriores – que buscaram grupos interessados em tocar o projeto como um todo – não despertaram interesse das empresas, o governo federal decidiu dividir o processo em duas partes: uma para escolher os responsáveis pela fabricação dos trens e a operação do sistema e outra para definir a empresa responsável pela construção do projeto.

O leilão deverá ser realizado em 29 de maio de 2013, e a empresa ou consórcio vencedor será o que apresentar a melhor oferta, levando em consideração a relação entre valor de outorga e valor para construção de túneis, pontes e viadutos, além do material rodante (o próprio trem), incluindo transferência de tecnologias, manutenção e operação do veículo. “Não estão incluídos nessa etapa a construção de estações e a instalação de trilhos”, conta França.

Sócia do projeto, a EPL (Empresa de Planejamento e logística) terá participação de 10% no empreendimento. A estatal será responsável pela apresentação do projeto executivo do TAV e pela escolha da empresa encarregada de construir, em etapa posterior, a infraestrutura necessária para que o trem-bala entre em operação.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário