domingo, 8 de julho de 2012

Trem de passageiros vai aumentar disponibilidade de vagas durante as férias

07/07/2012 - De Fato Online

Apesar do aumento da capacidade, quem quiser viajar de trem não deve esperar.

O Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), que faz diariamente o trajeto entre as capitais de Minas e do Espírito Santo, vai aumentar em até 50% a disponibilidade lugares durante as férias escolares de julho. Neste período do ano, o trem operado pela Vale registra aumento da demanda em ambos os sentidos da viagem.

A partir do dia 12 de julho, o trem vai circular com mais carros de passageiros. As composições maiores vão trafegar até a primeira semana de agosto. Nos períodos de maior demanda, como é o caso de julho, a EFVM chega a atender 3,5 mil passageiros por dia. Só em julho do ano passado, foram registrados 107 mil viajantes.

Apesar do aumento da capacidade, quem quiser viajar de trem não deve esperar. As estações vendem bilhetes com até 60 dias de antecedência. Outra opção é a compra por internet, por meio de cartão de crédito, que pode ser feita por pelo site www.vale.com/tremdepassageiros, entrando no link da Estrada de Ferro Vitória a Minas. Pelo site é possível ver dicas para uma boa viagem e localizar os 22 pontos de venda de bilhetes.

Além do site, o interessado em obter mais informações sobre os trens de passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) pode entrar em contato com o canal de atendimento gratuito Alô Ferrovias (0800 285 7000). Além disso, a Vale também disponibiliza para a comunidade o telefone 0300 3136 580, número pelo qual os usuários dos trens de passageiros da EFVM podem obter informações sobre partidas e chegadas dos trens pelo custo de uma ligação local.

A partir de 20 de agosto, a Vale vai suspender a venda de passagens 30 minutos antes da chegada do trem à estação. A medida visa garantir maior tranqüilidade e segurança no embarque e desembarque.

Campanha contra queimadas
A EFVM está fazendo campanha contra queimadas ao longo de sua malha no mês de julho. O objetivo é conscientizar a população que convive com os trens sobre os riscos oferecidos por queimadas e incêndios próximos a linha.

Além de potencial impacto sobre as pessoas que moram no entorno da malha ferroviária, o fogo pode causar danos à circulação de trens de passageiros e carga, além de provocar transtornos como piora da qualidade do ar, interrupção de fornecimento de eletricidade e maior exposição do solo, o que facilita erosão e deslizamentos de terra no período de chuvas.

Com cuidados simples, como a correta destinação do lixo e de guimbas de cigarro e a criação de aceiros nos terrenos, pode-se evitar a ocorrência de incêndios, comuns nesta época do ano em razão do tempo mais seco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário