segunda-feira, 23 de julho de 2012

Desapropriações no Piauí viraram martírio da Transnordestina

23/07/2012 - 180 Graus

Até fevereiro, apenas 92 tinham recebido as indenizações.

Segundo a Defensoria Pública do Estado do Piauí, 400 pessoas foram assistidas nas ações de desapropriações das áreas próximas à ferrovia Transnordestina. Até fevereiro, apenas 92 tinham recebido as indenizações.

Agora, a ferrovia Transnordestina está com seu cronograma comprometido, pois muitas pendências judiciais estão atrasando o andamento das obras.

Segundo a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), empresa que detém a concessão da ferrovia, as desapropriações viraram um verdadeiro martírio, pois há várias dificuldades como: encontrar toda a documentação da terra, achar o proprietário e provar que ele foi notificado.

Fonte: 180 Graus 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário