sexta-feira, 18 de maio de 2012

Sorocaba terá trem para São Paulo em 2018 17/05/2012 - VIVAcidade O trem regional de passageiros, entre Sorocaba e São Paulo, deve começar a funcionar em 2018. Foi o que informou o Secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. Ele afirmou também que a intenção do Governo é encurtar esses prazos. Já o edital do projeto básico-executivo ficará pronto em dezembro deste ano. Os anúncios foram feitos hoje em reunião com os deputados estaduais Maria Lucia Cardoso Amary (PSDB), Carlos César (PSC) e Hamilton Pereira (PT). Na ocasião foi apresentado uma prévia do projeto funcional, onde estão sendo detalhados questões ambientais, de demanda, análise econômica e traçado e que deverá ser concluído entre o final de julho e início de agosto de 2012. "Concluído o projeto funcional, faremos uma audiência pública para debatê-lo com a sociedade, o que deve ocorrer por volta do mês de setembro", explicou o presidente da CPTM, Mário Bandeira. Segundo Mário, a elaboração do projeto executivo deve durar 24 meses, enquanto a execução das obras, avaliadas em R$6 bilhões, deve durar cerca de 36 meses. A previsão é de que o material rodante e a operação da linha sejam viabilizados através de PPP (Parceria Público Privada). O presidente da CPTM explicou que o projeto funcional está sendo discutido com a Prefeitura de Sorocaba, que tem sido parceira do Governo do Estado, e indicará as diretrizes para o projeto executivo. O trem deverá percorrer os 92 km entre Sorocaba e São Paulo a uma velocidade média de 120 quilômetros por hora, sendo que a velocidade máxima ficará em torno de 160 a 180 quilômetros por hora. Em Sorocaba, estão previstas duas estações, sendo uma na antiga estação da EFS (Estrada de Ferro Sorocaba), cuja concretização dependerá de uma negociação com a ALL (América Latina Logística), responsável pela linha naquele trecho. "A outra estação será no bairro de Brigadeiro Tobias, para atender ás pessoas que vêm de outras cidades", explicou o Secretário. "Nessa estação também ficará a oficina do trem e haverá todo um complexo comercial e de estacionamento para atender ao público", completou. A CPTM também está realizando um levantamento da demanda que indicará a instalação, ou não, de um ponto de parada em São Roque. Segundo os técnicos, a linha atual não poderá ser utilizada para o trem de passageiros, por ter sido projetada para uma velocidade menor e, portanto, ter raios de curvas menores. O diretor de planejamento da CPTM, Silvestre Eduardo, explicou que haverá o compartilhamento da faixa de domínio da estrada de ferro, porém, não da via. Parte do traçado também vai margear a rodovia Castelo Branco. Alguns trechos vão necessitar de desapropriação e as áreas de preservação ambiental não serão tocadas. O trem terá capacidade para 600 passageiros sentados atendendo a um público de 20 mil usuários/dia e deverá ser percorrido em 40 minutos.

17/05/2012 - VIVAcidade

O trem regional de passageiros, entre Sorocaba e São Paulo, deve começar a funcionar em 2018. Foi o que informou o Secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.

Ele afirmou também que a intenção do Governo é encurtar esses prazos. Já o edital do projeto básico-executivo ficará pronto em dezembro deste ano.

Os anúncios foram feitos hoje em reunião com os deputados estaduais Maria Lucia Cardoso Amary (PSDB), Carlos César (PSC) e Hamilton Pereira (PT).

Na ocasião foi apresentado uma prévia do projeto funcional, onde estão sendo detalhados questões ambientais, de demanda, análise econômica e traçado e que deverá ser concluído entre o final de julho e início de agosto de 2012.

"Concluído o projeto funcional, faremos uma audiência pública para debatê-lo com a sociedade, o que deve ocorrer por volta do mês de setembro", explicou o presidente da CPTM, Mário Bandeira.

Segundo Mário, a elaboração do projeto executivo deve durar 24 meses, enquanto a execução das obras, avaliadas em R$6 bilhões, deve durar cerca de 36 meses. A previsão é de que o material rodante e a operação da linha sejam viabilizados através de PPP (Parceria Público Privada).

O presidente da CPTM explicou que o projeto funcional está sendo discutido com a Prefeitura de Sorocaba, que tem sido parceira do Governo do Estado, e indicará as diretrizes para o projeto executivo.

O trem deverá percorrer os 92 km entre Sorocaba e São Paulo a uma velocidade média de 120 quilômetros por hora, sendo que a velocidade máxima ficará em torno de 160 a 180 quilômetros por hora.

Em Sorocaba, estão previstas duas estações, sendo uma na antiga estação da EFS (Estrada de Ferro Sorocaba), cuja concretização dependerá de uma negociação com a ALL (América Latina Logística), responsável pela linha naquele trecho.

"A outra estação será no bairro de Brigadeiro Tobias, para atender ás pessoas que vêm de outras cidades", explicou o Secretário. "Nessa estação também ficará a oficina do trem e haverá todo um complexo comercial e de estacionamento para atender ao público", completou.

A CPTM também está realizando um levantamento da demanda que indicará a instalação, ou não, de um ponto de parada em São Roque.

Segundo os técnicos, a linha atual não poderá ser utilizada para o trem de passageiros, por ter sido projetada para uma velocidade menor e, portanto, ter raios de curvas menores.

O diretor de planejamento da CPTM, Silvestre Eduardo, explicou que haverá o compartilhamento da faixa de domínio da estrada de ferro, porém, não da via.

Parte do traçado também vai margear a rodovia Castelo Branco. Alguns trechos vão necessitar de desapropriação e as áreas de preservação ambiental não serão tocadas.

O trem terá capacidade para 600 passageiros sentados atendendo a um público de 20 mil usuários/dia e deverá ser percorrido em 40 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário