sábado, 14 de abril de 2012

Licitação de impacto ambiental da Ferro-Oeste será aberta dia 5 de maio

14/04/2012 - Midimax

O transporte férreo tem como objetivo baratear em um terço o valor que hoje é pago para transportar a produção agrícola pelas rodovias

Diana Gaúna

Os estudos de viabilidade socioeconômica e ambiental para a implantação de um novo trecho da Ferro-Oeste será licitado no dia 5 de maio. A informação é do vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias, deputado federal Geraldo Resende (PMDB). Ele esteve reunido essa semana com o presidente da Valec – órgão responsável pela engenharia, construções e ferrovias, ligado ao Ministério dos Transportes – José Eduardo Sabóya Castelo Branco, em Brasília.

O transporte férreo tem como objetivo baratear em um terço o valor que hoje é pago para transportar a produção agrícola pelas rodovias. Geraldo requereu o estudo seguindo pedido apresentado no ano passado pelos governadores dos Estados do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), e do Paraná, Beto Richa (PSDB), solicitando o ramal da modal que parte de Maracajú, passa por Dourados, e chega ao porto de Paranaguá. Além desse, há o pedido de um traçado alternativo da linha férrea, entrando em Mato Grosso do Sul, passando por Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Nova Andradina, Maracajú , passando por Dourados e chegando ao Porto de Paranaguá.

“O trecho alternativo está sob análise, mas o fato do ramal da modal já estar listado como prioridade é uma boa notícia. Contudo, vamos continuar trabalhando para que todo o trecho seja implantado”, afirmou o parlamentar.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário