quinta-feira, 19 de abril de 2012

Ferrovia Tereza Cristina investe R$ 56,2 milhões

19/04/2012 - Sistema Fiesc

Reunião foi realizada nesta quarta-feira em Florianópolis (foto: Filipe Scotti)

Florianópolis - Os investimentos da Ferrovia Tereza Cristina (FTC) no período de 1997 a 2011 somaram R$ 56,2 milhões, afirmou o diretor-presidente da empresa, Benony Schmitz Filho, durante reunião da Câmara de Transporte e Logística da FIESC. A ferrovia entrou no plano nacional de desestatização do governo e em 97 foi concedida à iniciativa privada. À época foram privatizados 28.336 mil quilômetros de ferrovias em todo o País. Antes da privatização, a rede ferroviária federal do Brasil tinha um déficit anual de 300 milhões.

O secretário de Infraestrutura, Valdir Cobalchini, fez um panorama dos aeroportos de Santa Catarina, com destaque para o aeroporto Serafin Enoss Bertaso, de Chapecó, que deverá ser fechado nos próximos dias para recuperação da pista. "Não há como fazer obras com movimento. Quando se trata de segurança de voo é difícil discutir (com a ANAC). Esperamos que o tempo de obras não seja superior a 60 dias para minimizar os prejuízos. Infelizmente teremos que fechar", disse ele.

O diretor de transportes da Secretaria, Dilney Cabral Filho, afirmou que a última grande reforma na pista do aeroporto foi realizada pela ANAC em 2002. "Está na hora de fazer um reforço. Será uma reestruturação completa, inclusive com drenagem na pista. Há fadiga de utilização e problemas com o pavimento", afirmou ele. Chapecó fechou 2011 com a movimentação de 250 mil passageiros. Há cinco anos, eram 50 mil por ano.

Fonte: Sistema FIESC - Portal FIESCNet  

Nenhum comentário:

Postar um comentário