terça-feira, 20 de março de 2012

Ferrovia da Integração será discutida no Senado Federal, nesta quinta

20/03/2012 - O Nortão

A audiência acontecerá nesta quinta-feira (22), a partir das 9h, na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, em Brasília.

Jupirany Devillart

Uma articulação conjunta entre o deputado estadual Zeca Viana e o senador Pedro Taques, ambos do PDT de Mato Grosso, culminou na realização de uma audiência pública sobre a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico). A audiência acontecerá nesta quinta-feira (22), a partir das 9h, na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, em Brasília.

O objetivo dos parlamentares mato-grossenses é de buscar informações sobre o andamento, cumprimento de cronogramas e dar publicidade à prestação de contas da ferrovia, incluída no PAC ao custo de R$ 4,1 bilhões. A Fico passará por mais de 15 municípios de Mato Grosso.

A ideia da audiência pública surgiu após reuniões — realizadas no último dia 15 de fevereiro — entre Zeca Viana, Pedro Taques, empresários do setor de mineração de calcário da região do Araguaia, Neila Araujo Martins e Caio Penido Dalla Vecchia com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Jorge Fraxe, e também com o superintendente de projetos da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias, Bruno Rotta.

Isto porque, a região do Araguaia pleiteia a construção de uma ponte rodoferroviária sobre o rio das Mortes, junto à linha da Fico, para viabilizar a escoação da produção local. “A ferrovia representa um real avanço para Mato Grosso. Junto com os trilhos ela traz desenvolvimento. Mas é preciso que saia do papel. Infelizmente, os dados que a gente tem sobre a ferrovia são os repassados pela imprensa”, disse Zeca Viana à época.

Articulação - Para solicitar a audiência pública, o senador Pedro Taques contou com o apoio da senadora Lúcia Vânia, do PSDB de Goiás, visto que estado também será contemplado pelos 1.040 km da ferrovia. Lúcia é a presidente da Comissão de Infraestrutura, que tem o senador Blairo Maggi (PR/MT) como vice.

Pedro Taques convidou toda a Bancada Federal de Mato Grosso para participar da Audiência. O convite foi feito na última reunião entre os parlamentares. Pedro Taques reforça a importância da participação dos demais senadores e deputados federais na discussão de um assunto tão importante quanto a logística do transporte.

A ferrovia de Integração Centro-Oeste promete dar novo impulso para o desenvolvimento dos estados de Mato Grosso, Rondônia e o sul dos estados do Pará e Amazonas, principalmente com a produção de grãos, açúcar, álcool e carne. Com a redução dos custos no transporte de cargas, com acesso mais rápido a vários portos, a região deve atrair grandes projetos e investimentos da iniciativa privada e, por conseguinte, gerar empregos, renda e melhoria da qualidade de vida para os habitantes.

"A urgência do setor produtivo no implemento da estrutura de transporte ferroviário requer que a classe política se mobilize para tornar este projeto uma realidade. A audiência também terá um caráter informativo principalmente pata a população das localidades contempladas pelo projeto”, justificou o senador Pedro Taques.

Em Mato Grosso, os trilhos beneficiarão os seguintes municípios: Cocalinho, Nova Nazaré, Água Boa, Canarana, Gaúcha do Norte, Paranatinga, Nova Ubiratã, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Nova Maringá, Brasnorte, Sapezal, Campos de Julio e Comodoro.

No requerimento para a realização da Audiência Pública, Pedro Taques e Lúcia Vânia indicam para participar do evento o presidente da VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias; representante do Tribunal de Contas da União (TCU); e o diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). (com assessoria/senador Pedro Taques).

Nenhum comentário:

Postar um comentário