sexta-feira, 16 de março de 2012

Dilma visita obras de ferrovia em Goiás

16/03/2012 - Agência Estado

De acordo com o último balanço da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), o trecho visitado por Dilma (Palmas - Anápolis, de 855 quilômetros), deve ficar concluído em julho de 2012.

A presidente Dilma Rousseff visitou ontem em Anápolis (GO) um trecho ainda em obras da ferrovia Norte-Sul, que deve interligar Açailândia (MA) a Estrela d'Oeste (SP). Dilma chegou ao local por volta das 11 horas em um veículo ferroviário de inspeção de trilhos, acompanhada dos ministros dos Transportes, Paulo Passos, e do Planejamento, Miriam Belchior; e também do governador de Goiás, Marconi Perillo. Ao ser abordada por repórteres, disse que não daria entrevista.

A presidente ficou cerca de meia hora no canteiro de obras. Conversou com engenheiros sobre a execução do projeto e conferiu um túnel da ferrovia. De Anápolis, seguiu para Goianira (GO), onde vai acompanhar outro trecho. Essa foi a primeira viagem da presidente ao Estado desde que assumiu a presidência, em 2011.

De acordo com o último balanço da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), o trecho visitado por Dilma (Palmas - Anápolis, de 855 quilômetros), deve ficar concluído em julho de 2012. No último ano de seu mandato, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu concluir esse trecho até dezembro de 2010, o que não ocorreu.

O Tribunal de Contas da União (TCU) já encontrou indícios de irregularidade na construção da ferrovia, como sobrepreço e superfaturamento nos trechos que passam por Goiás. A obra total da ferrovia, que faz parte do PAC 2, terá 2.255 quilômetros de extensão e um custo previsto de R$ 7,3 bilhões. Quando ficar pronta, a ferrovia Norte-Sul deverá facilitar o escoamento de mercadorias, promovendo a integração entre o Centro-Sul do País com as regiões Norte e Nordeste.

A viagem faz parte de uma iniciativa da presidente de acompanhar de perto o andamento das principais obras do PAC 2. Em fevereiro, Dilma viajou para o Nordeste, onde visitou canteiros da transposição do rio São Francisco, após o jornal O Estado de S. Paulo mostrar o abandono dos canteiros pelas empreiteiras e a deterioração de parte do serviço já feito.

De acordo com o Ministério do Transporte, já foram concluídos no ramo norte da ferrovia Norte-Sul 215 quilômetros de Açailândia a Aguiarnópolis (TO) e 504 quilômetros de Aguiarnópolis a Palmas, pronto em agosto de 2010. As seções Central e Sul e o ramal de Anápolis seguem em obras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário