terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Mas a obra ferroviária segue normal em Jequié

10/01/2012 - Jornal A Região (Salvador)

Atualmente, a Valec realiza obras num trecho de 537 km entre Ilhéus e Caetité, com geração de 2 mil empregos diretos.

Os secretários estaduais de Infraestrutura, Otto Alencar, e da Casa Civil, Rui Costa, vistoriaram nesta segunda (9) as obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste no trecho entre Jequié e Ilhéus, e participaram de um encontro sobre o cronograma das ações.

Acompanhados do presidente da Valec, José Eduardo Savóia Castelo Branco, eles observaram o andamento dos serviços e constataram as mudanças nas cidades que integram o traçado da ferrovia, com a geração de empregos e novos negócios.

Atualmente, a Valec realiza obras num trecho de 537 km entre Ilhéus e Caetité, com geração de 2 mil empregos diretos. A extensão total da Fiol, de Ilhéus a Figueirópolis (TO), é de 1.526 km, com investimentos de R$ 6 bilhões.

Segundo o presidente da Valec, a ferrovia vai quebrar um paradigma nos corredores de transporte no Brasil, que sempre convergem para o Sudeste, criando um eixo no sentido Oeste-Leste. Também será a única ferrovia ligada diretamente a um terminal portuário.

Otto Alencar destacou que “a ferrovia vai impulsionar a economia no interior do estado, criando novos polos de desenvolvimento. Apenas com o transporte de minérios, serão 40 milhões de toneladas por ano, além de grãos e outros produtos”.

O secretário Rui Costa afirma que a Fiol e o Porto Sul vão integrar a Bahia às regiões Norte e Centro Oeste do Brasil, promovendo a ligação entre os oceanos Atlântico e Pacífico.

“O Governo da Bahia vem dando todo o apoio para a implantação da ferrovia e do porto, duas das mais importantes obras de infraestrutura e logística do Brasil”.

2 comentários:

  1. quero o endereço e numero telefone da ferrovia de trecho de jequié

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mim descupar eu perco por favor desde já agradeço muito obrigado

      Excluir