domingo, 27 de novembro de 2011

R$ 800 milhões são articulados para ferrovia Rondonópolis-Cuiabá

27/11/2011 - Jornal Só Notícias

O trecho Rondonópolis-Cuiabá proporcionará o beneficiamento direto de uma população equivalente a 50% da população de Mato Grosso

A partir de uma indicação do senador Blairo Maggi (PR), a bancada federal de Mato Grosso apresentou uma proposta de emenda ao Plano Plurianual (PPA) para a construção do trecho ferroviário Rondonópolis/Cuiabá. A emenda, no valor de R$ 800 milhões, deve ser votada na próxima semana e, se aprovada, segue para a sanção da presidente Dilma Rousseff, conforme informou a chefia de gabinete do senador.

"O trecho Rondonópolis-Cuiabá proporcionará o beneficiamento direto de uma população equivalente a 50% da população de Mato Grosso, atraindo indústrias, gerando oportunidades de trabalho, formando novas cadeias produtivas e inserindo, definitivamente, toda essa região em um novo ciclo econômico e social", diz um trecho da justificativa da emenda.

O secretário extraordinário de Estado de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transporte (Selit), Francisco Vuolo, lembra que para garantir o recurso federal o primeiro passo é incluir a obra no PPA, depois na Lei Orçamentária Anual (LOA). "Então vamos trabalhar para ter parte desse recurso em 2013, quando teremos a possibilidade de licitar e trabalhar na execução da obra".

Vuolo destaca que emenda de autoria do senador vem em boa hora e mostra a celeridade no processo público, que é um dos objetivos da Selit. "Além de fazer o estudo, vamos fazer o EIA-RIMA [estudo e relatório de Impacto Ambiental] e o projeto básico. Tudo de modo casado, o que dá celeridade ao processo. No final de 2012, na inauguração do terminal de Rondonópolis, teremos o estudo e o projeto básico prontos e com o orçamento já previsto será possível destinar recursos para iniciar a obra".

Além da possibilidade desse trecho da ferrovia ser construído pelo Governo Federal, há também a chance de ser feito por meio de uma parceria público-privada. Segundo o secretário, já há um grupo italiano - Salcef S/A - interessado na construção desse trecho. O grupo deve vir a Mato Grosso no próximo mês para protocolar uma carta de intenção para a execução dessa obra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário