segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Ferrovia Transnordestina poderá ligar os portos de Itaqui, Pecém e Suape

03/10/2011 - Intelog - Inteligência em Gestão Logística

No Piauí, a Transnordestina vai chegar até o município de Eliseu Martins, região de cerrado, para receber a produção agrícola e de minérios do Sul do estado e de regiões vizinhas, a partir de 2013.

A ferrovia Transnordestina, empreendimento projetado para interligar o Cerrado piauiense aos portos de Pecém (CE) e Suape (PE), poderá ter um ramal de ligação com o Porto do Itaqui, em São Luís (MA), de acordo com a proposta de lideranças políticas e empresariais do Piauí. Se concretizada essa ideia, a Transnordestina vai integrar os maiores portos do Nordeste.

Além disso, em reforço a essa proposta, a Câmara de Vereadores de Campina Grande (PB), pleiteia junto ao Executivo paraibano que reivindique do Governo Federal uma ligação ferroviária do Porto de Cabedelo à Transnordestina, a fim de compor uma rede de integração com Suape, Pecém e Itaqui.

No Piauí, a Transnordestina vai chegar até o município de Eliseu Martins, região de cerrado, para receber a produção agrícola e de minérios do Sul do estado e de regiões vizinhas, a partir de 2013. O assunto foi discutido na primeira quinzena deste mês, quando representantes da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) tiveram uma audiência na Secretaria de Fazenda do Piauí para discutir o processo de instalação da ferrovia.

Na ocasião, os representantes Transnordestina Logística também falaram da construção de um ramal entre Palmerais (próximo ao Rio Parnaíba) e Teresina (capital) para o escoamento da produção da Suzano Papel e Celulose. “O ramal se conectaria até a malha já existente. Faríamos o trecho de ligação da fábrica Suzano até a linha da CFN que passa por Teresina para escoar a produção no Porto de Itaqui, no Maranhão”, disse o diretor administrativo financeiro da Transnordestina, Ricardo Fernandes.

Paraíba – No início deste mês, a Câmara Municipal de Campina Grande (PB), através do vereador-presidente Nelson Gomes (PRP), defendeu gestões junto ao governador Ricardo Coutinho e à bancada federal do seu estado no Congresso Nacional para contemplar a Paraíba com a Transnordestina. Para Gomes, um ramal da Transnordestina é adequado para a interligação do Porto de Cabedelo aos portos de Pecém, Suape e Itaqui. Na ocasião, disse Nelson Gomes, cujo requerimento foi aprovado por unanimidade que é necessário contemplar com um ramal do empreendimento a Paraíba, pois a integração de Cabedelo aos demais portos nordestinos elevará a capacidade de escoamento da produção nessas localidades e beneficiará toda a Região Nordeste.

Mais - A ferrovia Transnordestina, pelo projeto atual, vai ligar a região Sul do Piauí aos portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco, facilitando o escoamento da produção. A ferrovia tem 1.728 km de extensão, sendo 420 km em território piauiense. Na totalidade, a obra está orçada em R$ 5,4 bilhões, sendo R$ 1,2 bilhão investido no Piauí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário