segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Governo mantém obras em 3,5 mil km de ferrovias

01/08/2011 - Ministerio dos Transportes

Dados do primeiro balanço da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento, divulgado nesta sexta-feira (29) pelo governo federal, revelam que 3,5 mil quilômetros de obras em ferrovias estão em andamento. Entre as ações significativas do Ministério dos Transportes estão as Ferrovias Norte-Sul,  Transnordestina, Oeste-Leste e o Trem de Alta Velocidade.

Na Norte-Sul, maior empreendimento da pasta, está prevista a construção de 1,5 mil km de ferrovia, interligando as cidades de Palmas (TO) e Estrela d’Oeste (SP). No trecho de 230 km compreendido entre Uruaçu e Anápolis (GO), já foram executados 93% da obra, que deve ser concluída ainda este ano. No ramal que liga as cidades de Palmas e Uruaçu, 79% das obras já foram realizadas. Estima-se que, em 2012, o trecho esteja finalizado. No total, foram gastos R$ 3,16 bilhões no Trecho Sul da Ferrovia.  

O balanço aponta, ainda, que já foram investidos R$ 2 bilhões na ferrovia Transnordestina - uma obra de 1,7 mil km que vai contemplar a região Nordeste do país. A previsão é de que ainda seja investido o montante de R$ 3,24 bilhões; e a obra, concluída em 2013.

Quanto à Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, destacou que já está em construção 530 km de ferrovia, a partir do litoral baiano, nas proximidades de Ilhéus (BA). “O ramal alcançará uma importante província mineral de Caetité”, apontou. Apesar das pendências relacionadas às condicionantes ambientais, Passos informou que a obra - com 1.022 km - estará concluída em 2014.

TREM DE ALTA VELOCIDADE

O diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, anunciou que o governo apresentará, até 30 de agosto de 2011, um novo programa de concessão para o Trem de Alta Velocidade (TAV), que ligará as cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. Para tornar o projeto mais competitivo,  uma nova modelagem será elaborada em duas fases.

A primeira – exploração de serviços de transportes –  licitará operação, tecnologia e manutenção do sistema.  Segundo Figueiredo, há seis grandes grupos interessados nessa etapa. A segunda – exploração de atividades – decidirá qual concessionária vai implantar infraestrutura. A vencedora, porém, deverá seguir as diretrizes do governo.

Ainda segundo Figueiredo, no final de agosto de 2011, serão realizadas rodadas de discussão para os interessados. Em setembro, audiência pública do edital e contrato – o qual será publicado em 30 de novembro deste ano. Por fim, ele garantiu que, apesar de ainda não haver data precisa, o leilão ocorrerá no primeiro semestre de 2012.    

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes
Tel: (61) 2029-7038/7039

Nenhum comentário:

Postar um comentário