quinta-feira, 28 de julho de 2011

TCU vê sobrepreço em 2 contratos da ferrovia Norte-Sul em TO
Publicado: quinta-feira, 28 de julho de 2011
Os dois contratos somam R$ 537 milhões para 212 quilômetros e foram assinados em 2007

O TCU (Tribunal de Contas da União) confirmou sobrepreço de R$ 82 milhões em dois contratos da ferrovia Norte-Sul em Tocantins, mandou cobrar os recursos pagos a mais e recomendou ao Congresso que mande paralisar as obras, informa reportagem de Dimmi Amora, publicada na Folha desta quinta-feira (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Segundo o relator, ministro Valmir Campelo, a construtora Andrade Gutierrez, responsável pelos dois lotes num contrato com a estatal Valec, estava cobrando por despesas indiretas valores acima do razoável. A Valec, estatal ligada ao Ministério dos Transportes responsável pelo sistema ferroviário, foi um dos focos de irregularidades na crise que derrubou a cúpula da pasta.

Dez anos após criação, Dnit repete falhas que deveria resolver

Os dois contratos somam R$ 537 milhões para 212 quilômetros e foram assinados em 2007. Eles já sofreram três aditivos e, no total, o custo já passa dos R$ 605 milhões.

Um relatório do TCU, divulgado pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, no dia último dia 20, apontou superfaturamento de mais de R$ 78 milhões em obras do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes), órgão ligado à pasta.

Segundo o telejornal, 63 obras em rodovias brasileiras, feitas sob a responsabilidade do órgão, foram fiscalizadas pelo tribunal. A reportagem afirma que em seis delas foram encontrados indícios de superfaturamento. Todas elas fazem parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Fonte: Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário