terça-feira, 31 de maio de 2011

Governo estima criar 5 mil novos empregos com Transnordestina

30/05/2011 - Cidade Verde

Coordenador do PAC diz que obra vai ganhar impulso no meio do ano. Previsão de finalizar é em 2012.


Com 90% das questões de desapropriação praticamente solucionadas, as obras da ferrovia Transnordestina no Piauí deverão ganhar novo impulso nos meses de junho e julho, podendo gerar até cinco mil empregos diretos. A estimativa foi feita na manhã desta segunda-feira (30) pelo coordenador estadual do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Mirócles Veras.

Com 1.628 mil quilômetros de extensão, 420 deles no Piauí, a Transnordestina é a maior obra do governo federal no Estado, num investimento que deve ultrapassar R$ 1,3 bilhão. Toda a ferrovia deverá chegar a R$ 5 bilhões, com previsão de ser concluída até 2012.

A Transnordestina vai ligar a região Sul do Piauí aos portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco, facilitando o escoamento da produção, inclusive a dos Cerrados. Seu traçado no estado passa pelos municípios de Eliseu Martins, Pavussú, Rio Grande do Piauí, Itaueira, Flores do Piauí, Pajeú do Piauí, Ribeira do Piauí, São José do Peixe, São Miguel do Fidalgo, Paes Landim, Simplício Mendes, Bela Vista do Piauí, Nova Santa Rita, Campo Alegre do Fidalgo, Paulistana, Betânia do Piauí, Curral Novo do Piauí e Simões.

Na cidade de Elizeu Martins, a 489 quilômetros de Teresina, serão construídos os escritórios e armazéns da ferrovia. O governo também pretende instalar uma Zona de Processamento de Exportação no município, para facilitar as exportações.

Numa segunda etapa, a Transnordestina fará a ligação do trecho piauiense com a ferrovia Norte-Sul, através da cidade Estreito, no Maranhão, e ao porto de Luís Correia, através de um novo ramal ferroviário.

Fonte: CidadeVerde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário