terça-feira, 28 de setembro de 2010

Norte-Sul: ferrovia pronta em dezembro



Trajeto vai atrair empresas e gerar empregos
Ao todo, Norte-Sul terá 2.760 quilômetros de extensão
Visando a integração nacional e a redução de custos de transporte, a Ferrovia Norte-Sul chegará ao seu projeto original em dezembro, afirmou José Francisco das Neves, diretor-presidente da Valec.
A ferrovia terá na ocasião 1.574 quilômetros de extensão, conforme o planejado inicialmente, cortando os Estados do Maranhão, Tocantins e Goiás. Para isso, estão sendo instalados outros 855 quilômetros de trilhos e dormentes. Até agora, a Norte-Sul tem 719 km já concluídos, em um trecho que vai de Açailândia (MA) a Palmas (TO).
Porém, o traçado terá ao todo 2.760 quilômetros, já que terá um novo trecho até a cidade paulista de Panorama.

 Ao todo, a Norte-Sul já recebeu R$ 1,65 bilhão em investimentos. De acordo com a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias, que administra a obra, a inserção de usinas e companhias que vão operar ao longo da ferrovia deverão gerar novos empregos.
“Para se ter uma ideia, na fase de construção da obra, nós chegamos a quase 17 mil empregos diretos e 50 mil indiretos”, disse Neves. “Com a entrada das usinas de biodiesel, de álcool e ainda outras a gente estima que serão gerados mais 270 mil empregos ao longo dos próximos seis a oito anos”, completou.
Para ele, a ferrovia é essencial na estratégia de minimizar custos de transporte de longa distância. A Norte-Sul proporcionará uma logística adequada ao desenvolvimento da região Sul e Norte do País, fortalecendo a infraestrutura de transporte ao escoamento da sua produção agropecuária e agroindustrial, comentou Neves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário